Categoria Sessões Ordinárias

GOVERNADOR DO ESTADO REAFIRMA, UNILEVER VEM PARA ESCADA

De acordo com o Vereador e Presidente da Câmara, Elias Ribeiro, Paulo Câmara fala em jornal que UNILEVER será instalado em Escada.

Durante a 3ª Sessão Ordinária do Poder Legislativo da Escada na última terça (07), o vereador e Presidente da Câmara Elias Ribeiro de Carvalho, apresentou uma nota do Jornal Diário de Pernambuco do dia 07 de março, onde o Governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), afirma que as obras do UNILEVER serão instaladas e concluídas no município de Escada.

De acordo com o Presidente da Casa Legislativa, a retomada da instalação da UNILEVER em Escada é imprescindível para a retomada e melhora na economia da cidade. “Essa informação é muito importante para nossos munícipes, onde a empresa irá gerar mais de 1000 empregos diretos e indiretos” falou Elias Ribeiro.

SESSÕES ORDINÁRIAS

As sessões da câmara Municipal, acontecem todas as terças a partir das 19h30m, venha participar e assistir as reuniões parlamentares e saber tudo que acontece na casa legislativa.

Mais fotos da Sessão na Galeria de imagens.

RESOLUÇÃO DA CPI É REPROVADA POR VEREADORES NA CÂMARA MUNICIPAL

Por 8 votos contra 4, o projeto de resolução foi rejeitado pelos vereadores da bancada do prefeito Lucrécio Gomes.

Na noite de terça-feira (17/05) durante a 14ª sessão ordinária do primeiro período do poder legislativo foi lido e posto em votação, em único turno, o projeto de resolução Nº 001/2016, onde a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) aprovou o relatório final e as conclusões que teve autoria do vereador Rinaldo José de Lima (Caraveia), mesmo com a aprovação da comissão, os vereadores da base política do prefeito Lucrécio Gomes rejeitaram o projeto.

A_MG_8460

Apesar da recomendação e aprovação do relatório da CPI pela comissão, a maioria dos vereadores foram contra o projeto. Foto: Vereador Zé Amaro, relator da CPI, falando sobre os desvios de verba pública apurados.

Os vereadores rejeitaram o parecer da comissão, composta pelos vereadores Paulo Sávio (PSDC) – Presidente da Comissão, Zé Amaro (PV) Relator e Arlindo Pereira (PDT) – Vogal, onde os mesmos citados acima recomendaram que em virtude do Decreto-Lei 201/67, em virtude do pagamento de obra não realizada pelo poder executivo, se utilizando de verba pública de mais de 1.400,00 (um milhão e quatrocentos mil reais), sem que a prefeitura tenha justificado ou apresentado planilhas que justificassem os valores gastos.

Votaram contra o relatório da CPI contra o prefeito os vereadores, Dêda Móveis (PDT) que foi vogal na comissão, Sandra Valéria (PMDB), Léo de Frexeiras (PMDB), Elias Ribeiro (SD), Junior de Massauassu (SD), Alberto de Nova Escada (PTB), Rodrigo Pontes (PSB) e Rogério (PSD), apenas quatro votos foram a favor da da CPI, os fotos favoráveis foram dos parlamentares Paulo Sávio (PSDC) que presidiu a comissão, José Mário (PV) que foi o relator da CPI, Flávio Móveis (PSL) e Massé de Frexeiras (PHS), caso fosse aprovado, seria realizado e instaurado um nova comissão pedindo a abertura de processo de cassação do Prefeito Lucrécio Gomes (PSB).

Além da Câmara Municipal, foram enviadas cópias integral do processo para o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE) e outros órgãos para apuração dos fatos averiguados pela comissão.

VEREADORES APROVAM AUMENTO DE 13,01% AOS PROFESSORES

Durante a 12ª Sessão Ordinária do 2º Período Legislativo, que aconteceu  na noite da última terça-feira (28/10), foi votado em único turno de discussão e aprovação o projeto de aumento salarial dado pelo governo federal para os professores, que prevê o aumento de 13,01%, onde esse projeto já deveria ter sido enviado pelo poder executivo desde o início do ano.
_DSC1949
Os professores receberão o aumento em sete parcelas de 1,85% a partir do salário deste mês, a forma de recebimento foi um acordo com o governo municipal com o sindicato dos professores, para que a greve fosse encerrada.

Vereadores aprovam requerimento com pedido de cassação do mandato de Lucrécio Gomes

Durante a 2ª sessão ordinária do 2º período legislativo que aconteceu na última terça-feira (11/08) o requerimento nº 033/2015 de autoria do Vereador e Presidente da Câmara, Rinaldo Lima (PV), subscrito pelos vereadores Flávio Moveis (PSL) e Paulo Sávio (PSDC) que pede a cassação do mandato do prefeito Lucrécio Gomes (PSB) foi aprovado, a sessão esvaziada pelos vereadores da base do prefeito contribuiu para a aprovação do pedido que funcionará como pontapé principal para a abertura de uma CPI contra o Governo Municipal.

Rinaldo Lima alegou que desde o início desta legislatura e em várias ocasiões deixou de responder aos pedidos de informação dos vereadores ou respondendo com respostas evasivas sem atender o questionamento e informar o que foi solicitado. De acordo com a Lei Orgânica do Município, no art nº 70 e também no Regimento Interno da Câmara, art. 95, são infrações politico-administrativas do prefeito não responder  qualquer pedido de informação requerido pelos vereadores no prazo de 30 dias, podem ter seu mandato cassado.

DSC_5272

O Requerimento foi aprovado em plenário por 3 (três) votos a favor  da cassação pelos  vereadores Paulo Sávio (PSDC), Flávio Móveis (PSL) e Dêda Móveis (PDT),  2 (dois) votos contrários ao pedido  dos vereadores Rodrigo Pontes (PSB) e Rogério (PSD), e a vereadora Sandra Valéria (PDT) se absteve da votação, os demais parlamentares não compareceram a sessão.

Com o pedido aprovado o processo de avaliação e investigação será montada uma Comissão Temporária para apurar e dar o parecer sobre a cassação do mandato do prefeito Lucrécio Gomes.

Fotos:

[tie_slideshow] [tie_slide]DSC_5285 | 2ª Sessão Ordinária do 2º Período [/tie_slide] [tie_slide]DSC_5283 | 2ª Sessão Ordinária do 2º Período [/tie_slide] [tie_slide]DSC_5278| 2ª Sessão Ordinária do 2º Período [/tie_slide] [/tie_slideshow]

Aprovado o parecer do tribunal das contas de 2012

O Parecer do Tribunal de Contas sobre a gestão do ex-prefeito Jandelson Gouveia no ano de 2012 foi aprovado pela Câmara Municipal, o mesmo não atingiu os 2/3 (9) dos votos para ser rejeitado o parecer do tribunal.

image

O Parecer não obteve o número máximo de 2/3 para ser reprovado pela Câmara

Os vereadores que votaram na sessão foram 7 votos contra o parecer do tribunal, 3 a favor do parecer, 1 voto nulo e 2 faltas.

Prefeito Lucrécio não comparece a primeira sessão do novo Biênio

A Câmara Municipal da Escada retornou as atividades parlamentares na quinta-feira, (19/02), onde todos os vereadores deram boas vindas aos parlamentares e população Escadense.

De acordo com a Lei Orgânica do Município,  a presença do gestor municipal era esperada pelos vereadores, onde o mesmo deveria apresentar as realizações do primeiro biênio da gestão (2013/2014) e apresentar as novas propostas de governo, o que acabou não acontecendo e nem uma justificativa o porque da falta do prefeito.

image

Primeira Sessão Ordinária do primeiro período de 2015

Os vereadores prometeram diante essa falta de compromisso com os parlamentares,  mais fiscalização a gestão municipal.