Categoria Notícias

VEREADORES DA CÂMARA DA ESCADA TROCAM HORÁRIO DAS SESSÕES ORDINÁRIAS

A partir desta semana, as sessões serão todas as terças-feiras 9h30m da manhã.

As Sessões Ordinárias da Câmara de Vereadores da Escada, que aconteciam toda terça-feira pela parte da noite, foram mudadas através da Emenda de Lei Orgânica Municipal Nº 001/2018 que da nova redação ao artigo 24, onde a Câmara Municipal e os parlamentares deverão se reunir ordinariamente todas as terças-feiras a partir das 9h30m cuja reunião terá duas horas de duração, até as 11h30m.

A mudança foi aprovada na última sessão ordinária realizado na terça (10/04) por unanimidade dos vereadores da Casa Legislativa, portanto as próximas sessões acontecerão sempre no período diurno.

CÂMARA MUNICIPAL PASSA POR AMPLA REFORMA E GANHA NOVOS AMBIENTES

Aproveitando o período de recesso parlamentar, o presidente da Câmara Municipal da Escada Elias Ribeiro, reformou diversos ambientes da Casa Legislativa como sala das comissões, assessoria legislativa, contabilidade, sala de recepção para solenidades, sala de arquivo, cozinha e nova estrutura de som, além de pintura e compra de novos moveis para a utilização dos vereadores durante a sessão no plenário José Cavalcanti da Silva.

Logo na manhã da quinta-feira (15/02) aconteceu um café da manhã que marcou a inauguração do novo espaço para recepção das reuniões solenes da Poder Legislativo, com a presença do Presidente da Câmara, o vereador Elias Ribeiro, vereadores e funcionários da casa legislativa.

“Agora a Câmara conta com ambientes ainda mais harmonizado, e condizente para receber os vereadores, funcionários e o cidadão que prestigia os parlamentares nos dias de sessões.” falou o Presidente Elias Ribeiro.

As Sessões Ordinárias na Câmara acontece toda terça-feira a partir das 19h30m.

BANCO DO BRASIL PROMETE ANALISAR MANUTENÇÃO DA AGÊNCIA EM ESCADA

O Presidente da Câmara da Escada, Elias Ribeiro (SD) esteve na tarde da última terça-feira (31) em Brasília reunido com o Presidente do Banco do Brasil, Sr. Paulo Cafarrelli, junto com o Prefeito Lucrécio Gomes (PSB), o Vice Ivanildo Bigodão (PTB), o Secretário de Desenvolvimento Institucional Klaustterman Lima, o Senador Armando Monteiro (PTB-PE) e os Deputados Federais Augusto Coutinho (SD-PE) e Jorge Côrte Real (PTB-PE), onde o Presidente da agência prometeu fazer uma reavaliação para que não feche o banco na cidade da Escada.

“Estamos muitos esperançosos que o Banco do Brasil em Escada ficará aberto, entregamos todas as reinvindicações e nós, juntos com o apoio do Governo Municipal iremos atender qualquer possível solução ou problema para que a agência continue na cidade”, falou o Vereador Presidente Elias Ribeiro. O Prefeito Lucrécio Gomes  informou a Caffarelli que a Previdência do município movimenta uma conta de R$ 11 milhões na agência, que possui 10 mil correntistas. Ofereceu para sua realocação um prédio da prefeitura e a garantia de que a nova localização abrigará a guarda municipal, um fator de segurança para evitar que volte a ser arrombada, como aconteceu.

O presidente do Banco do Brasil explicou que a decisão de fechamento de agências no País não é uma estratégia comercial, mas forçada por prejuízos causados por assaltos e explosões. Segundo Caffarelli, a destruição dos imóveis leva seis meses, em média, para a reconstrução, devido ao processo de licitação, e muitas vezes voltam a ser arrombados. Informou haver 330 agências do BB paralisadas atualmente em todo o País, por assaltos violentos, deixando mais de mil funcionários sem atividade.

Com informações da Assessoria

VEREADORES PEDEM SOLUÇÕES SOBRE AGÊNCIA DO BANCO DO BRASIL EM ESCADA

Na manhã da segunda (23/10) os vereadores Marcos Santiago, Cátia da Farmácia, Fernando Empeleiteiro, Karoly Feledi, Elias Ribeiro (Presidente da Câmara dos Vereadores), juntamente com o Prefeito Lucrécio Gomes, o Vice Ivanildo Bigodão e representantes do Governo Municipal estiveram reunidos na superintendência do Banco do Brasil para manter a agência na nossa cidade, representantes do banco os senhores Carlos Eduardo e Bruno Vieira, falaram que a saída da agência seria por medida de segurança a nível estadual.

A Câmara Municipal realizou um levantamento de informações sobre o Banco do Brasil preocupado com o fechamento da agência 1058-8 declarada pela superintendência nacional, considerando ser um prejuízo para inúmeros usuários e clientes do banco, que terão que se deslocar para a agência na cidade do Cabo de Santo Agostinho, “achamos que se efetivado o fechamento do Banco do Brasil em Escada a maior parte dos clientes bem como seus produtos não irão para a agência em outra cidade e sim encerrar suas contas e migrarem para outras instituições no município, causando prejuízos ao banco”, falou o Presidente da Câmara da Escada, Elias Ribeiro.

No momento em Escada, o Banco do Brasil possui mais de 10.000 clientes ativos, é a responsável pelo Financiamento Rural da cidade, mais de 600 aposentados do ESCADAPREVI que recebem e tem operações de crédito consignado e as Escolas Municipais centralizam todas suas aplicações financeiras na agência.

Pensando na população e futuros problemas, a Câmara Municipal através do seu Presidente Elias Ribeiro, convidou o superintendente do Banco do Brasil no Estado, Sr. Narcib Lomes para uma audiência Pública que será realizada nesta quarta-feira (25) a partir das 16h na quadra da vila operária, “convocamos também toda a população escadense para que compareça para a audiência,  leve seus relatos, problemas e possíveis soluções para apresentarmos ao superintendente estadual e, se possível, também para a superintendência do Banco em Brasília”, relatou Elias Ribeiro.

A superintendência do banco ficou de levar a propostas do Governo Municipal e Vereadores para avaliação em Brasília e nos próximos dias irão trazer as respostas para o poder público da cidade.

Confira abaixo cópia do Ofício enviado a Superintendência do Banco do Brasil no Estado:

VEREADORES FALAM SOBRE REPROVAÇÃO DO PROJETO DE CRIAÇÃO DE SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE

Durante a 9ª Sessão Ordinário do segundo período Legislativo, que ocorreu na noite da última terça (26), os vereadores Karoly Feledi (PSB) e Marcos Santiago (PMN) durante o grande expediente falaram sobre a reprovação do projeto de Lei nº 015/2017 que criaria a Secretaria de Meio-Ambiente e Gestão Urbana na sessão anterior, “seria uma secretaria de grande valor para o nosso município que traria recursos próprios para ser autossustentável, assim como licenças ambientais” falou o vereador Karoly Feledi.

O vereador Marco Santiago também demostrou todo tristeza com a reprovação do projeto, “é preciso nos reunir e alinhar com todos os vereadores sobre projetos e ações que são de grande valia para que a população escadense não saia prejudicada”, falou o vereador.

Ainda na sessão, os vereadores aprovaram os projetos em segundo turno que dispõe sobre a desafetação da Área A-1 e Área Q do Distrito Industrial, que será utilizada pelo Poder Executivo no Programa de Regularização Fundiária e o PL que  inclui no Calendário de Eventos Oficiais do Município de Escada, a festa da Paróquia do SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS.

Você pode conferir abaixo o vídeo da nossa transmissão ao vivo da sessão ordinária da última terça:

<iframe src=”https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FCamaradaEscada%2Fvideos%2F1156654247800101%2F&show_text=0&width=560″ width=”560″ height=”314″ style=”border:none;overflow:hidden” scrolling=”no” frameborder=”0″ allowTransparency=”true” allowFullScreen=”true”></iframe>

PROJETO QUE VISA MUDANÇA EM REELEIÇÃO DA MESA DIRETORA DA CÂMARA É REJEITADO PELA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA

O Projeto foi julgando inconstitucional por não ir de acordo com a Lei Orgânica do município

Vereadores presentes a 3ª Sessão Ordinária, com a ausência justificada do Vereador Gil Sat (PMB)

Durante a 3ª Sessão Ordinária do segundo período do poder legislativo que ocorreu na terça (15), o Vereador Eduardo do Arretado (PP) apresentou um Requerimento Verbal, solicitando para se ausentar do Plenário José Severino da Silva em forma de protesto por não ser de acordo com o parecer da Comissão de Constituição e Justiça que rejeitou o projeto que altera a redação do artº 5 do Regimento Interno da Câmara Municipal da Escada, que não permitiria a recondução da Mesa Diretora para o mesmo cargo, sendo seguido pelos Vereadores, Sandra Valéria (PDT), Valdênia de Cassia (PT do B), Dêda Móveis (PDT), Rogério (PSD), Antônio Rufino (PTB).

O Projeto de Resolução nº 002/2017 não era constitucional e de acordo com a Lei Orgânica do Município e por isso não foi aprovado pela comissão de constituição e justiça da Câmara Municipal, não sendo colocado na ordem do dia para apreciação e votação dos vereadores durante a sessão.

O Presidente Elias Ribeiroi pediu desculpas aos presentes a Sessão.

O Presidente da Câmara, o vereador Elias Ribeiro (SD), pediu desculpas aos presentes a sessão ordinária e aos que assistiram ao vivo pelo facebook da Casa Legislativa, “Peço desculpas ao povo de Escada pelo ato de alguns vereadores que não estão pensando no melhor para o povo da cidade, espero que eles se conscientizem pelo erro que cometeram, está muito cedo para discutir a Presidência da Casa Legislativa, todos os vereadores tem a prerrogativa de se candidatar a eleição, e não preocupado em tirar um direito Parlamentar de poder concorrer ao cargo de reeleição da Mesa Diretora, vamos criar projetos de interesse do povo Escadense.” falou Elias Ribeiro.

Após o acontecido, a Sessão continuou normalmente, por ter mais de 1/3 dos vereadores presentes ao plenário, com a ordem do dia, votação e aprovação das proposições em pauta.

Os trabalhos legislativos continuaram normalmente com a votação das proposições.